Escrito por: Marcelo Melo

Viver experiência em outro país para se manter no mercado de trabalho

A necessidade de se manter no mercado de trabalho e o desejo de viver uma experiência internacional, fizeram com que …

Início » Blog IE Intercâmbio » Viver experiência em outro país para se manter no mercado de trabalho

A necessidade de se manter no mercado de trabalho e o desejo de viver uma experiência internacional, fizeram com que a procura por intercâmbios na faixa etária entre 30 a 50 crescesse em 38% nos últimos 2 anos. Os programas mais solicitados por esse público, são os de curso de idiomas e os de especialização na área profissional.

Os dados foram levantados pela IE Intercâmbio e, segundo a análise, os fatores que motivam esse crescimento é referente às exigências das empresas para que o funcionário seja fluente em um segundo idioma. A atual situação econômica e financeira do Brasil também contribui para uma experiência fora do país.

Volta por cima

Após o gerente de recursos humanos, João Alexandre de 51 ficar desempregado, resolveu dar a volta por cima fazendo um intercâmbio de 1 mês, em Toronto no Canadá. “As pessoas ficavam assustadas quando viam um cara de 50 anos em sala de aula. Mas, eu estava lá para aprimorar o meu inglês e realizar um sonho da adolescência”, relembrou.

De acordo com o diretor da IE e especialista em intercâmbios Marcelo Melo, o Canadá, Estados Unidos, Reino Unido, Nova Zelândia e Irlanda, na sequência, figuram os destinos prediletos dos brasileiros para viver uma imersão cultural. Seja pelo custo benefício  ou pela qualidade de vida que o país proporciona.

“As pessoas nessa idade entendem que investir na imersão cultural é muito importante para a vida delas. Ou, até mesmo conseguir um reconhecimento melhor na área em que atua dentro do mercado de trabalho. Por isso, muitos desses intercambistas, optam por cursos focados na carreira”, explicou.

Deixe um comentário