Austrália: o paraíso na Terra!

 

Ah, a Austrália. Em todos esses anos trabalhando com intercâmbio (já vai fazer uns 4) eu NUNCA, em toda a minha vida, ouvi alguém falar mal de lá. Muitos dizem que é o paraíso na terra, e até o que o Brasil deveria ser! Por que? Simples: praia, sol, gente bonita, e muita festa. Mas aliada à toda essa farra, existe segurança pública, desenvolvimento, sistema de transportes eficaz, e ótima qualidade de vida.

De acordo com a Belta (Brazilian Education & Language Travel Association), a Austrália é o segundo país mais procurado pelos estudantes brasileiros que desejam fazer intercâmbio, atrás apenas do Canadá. Apesar do sotaque ser bem diferente do inglês americano, o mais comum, muitos brasileiros procuram cursos de inglês, e se apaixonam tanto pelo país que decidem até fazer graduação ou pós graduação.

A Austrália é o sexto maior país do mundo, em território, logo atrás do Brasil. Apesar de grande parte de sua área ser ocupada por um deserto, o famoso “Outback”, que virou até cadeia de restaurantes, destinos como Brisbane, Gold Coast, Perth, Noosa, e claro, Sydney aliam ótimas escolas, praias, e diversão! Lembrando que a capital da Austrália é Canberra, uma cidade administrativa, e não Sydney, como muitos pensam.

O clima australiano é bem parecido como o brasileiro, com verões bem fortes (a temperatura ultrapassa os 35 graus tranquilamente) e invernos chuvosos. E o clima reflete na cultura e no modo de vestir dos australianos, sempre de chinelos e bermuda. As Havaianas já invadiram as ruas australianas e são um hit por lá – quem já morou recomenda levar várias para dar de presente.

Famosos artistas e bandas, como Kylie Minogue, AC/DC e Silverchair, são australianos. E a grande maioria dos artistas inclui a Austrália, por mais contramão que possa ser, nas suas turnês mundiais, portanto é bom sempre ficar de olho nos calendários, para assistir a uns shows de top artists. Isso pagando precinho de dólar australiano, que é mais barato que o americano, cerca de 20 centavos.

O visto costuma ser fácil de tirar, a partir do momento que você está matriculado em uma escola reconhecida pelo Governo Australiano. Em tempo: todas as escolas que a IE trabalha, são reconhecidas. Para estadias de até três meses, é possível estudar com o visto de turista. Mais do que isso, você deverá tirar o visto de estudante, que permite trabalhar até 20 horas semanais.

Boa viagem, e conheça de perto o Brasil do outro lado do mundo: a Austrália!

Deixe um Comentário

Envie um Whatsapp

Precisamos de algumas informações para enviar sua mensagem.

Condições Gerais

*Valores expressos em reais com o câmbio de 01/11/2018, considerando USD = R$ 3,87; AUD = R$2,81; CAD = R$ 3,02; EUR = R$ 4,51; GBP = R$5,15 e NZD = 2,73. Haverá atualização do câmbio no ato da compra. Parcelamento em até 13x sem juros, sendo 30% de entrada + 12 vezes no cartão de crédito, restrito à programas com destinos e durações específicas e sujeito a disponibilidade de datas. Desconto de taxas e de até 40% no valor dos cursos de idioma, com escolas específicas. Promoção com 1 semana de seguro Global gratuita para programas com duração superior a 3 semanas. Não inclui taxa de consultoria no valor de USD 129, CAD 185, AUD 185, GBP 99 ou EUR 129, a ser cobrada na moeda do programa. Todos os programas possuem vagas limitadas que podem se encerrar sem prévio aviso. Serviço de assessoria de visto requer aplicação de visto com prazo mínimo de 3 a 5 meses antes do início do programa. Fale com seu consultor IE para maiores informações.