Seguro X assistência de viagem: qual a diferença?

Na hora de viajar, é sempre bom estar precavido e contratar um seguro para eventuais acidentes. No entanto, com coberturas diferentes, é preciso entender as diferenças entre seguro e assistência de viagem

Matéria do Seguro

Na hora de viajar, seja a lazer, trabalho ou estudo, é muito importante contratar um seguro para ir sem preocupações para o destino. No entanto, na hora de contratar, fica a dúvida. Qual é melhor: seguro viagem ou assistência de viagem? Embora pareçam a mesma coisa, há diferenças entre os dois, que podem ser determinantes na cobertura a ser recebida em um momento de emergência.

A grande diferença entre seguro viagem e assistência de viagem é que, no seguro viagem, em caso de alguma emergência, o segurado ou outra pessoa incluída na apólice vai pagar por todas as despesas em serviços utilizados normalmente, ou seja, ambulância, enfermeiros, médicos, hospital, remédios e outros itens têm de ser pagos pelo viajante. Depois, ele poderá ser reembolsado se apresentar os documentos e comprovantes necessários.

Já a assistência de viagem cobre tudo que o seguro de saúde normalmente cobre e ainda mais alguns extras, como assistência odontológica, extravio de bagagem, indenização em caso de acidente e outros. Ao contratar uma assistência de viagem, o segurado conta com uma rede de hospitais credenciados ou próprios. Em caso de emergência, o segurado contacta a central através de um número de telefone gratuito, no qual o cliente é atendido em português e a assistência organiza o atendimento médico ou envia um médico ao hotel do passageiro.

Extravio de bagagem

Em casos de extravio de bagagem, nem sempre o seguro vai custear a bagagem perdida, visto que é uma obrigação da companhia aérea. A grande maioria dos planos apenas auxilia no reembolso da companhia aérea. Com a assistência Premium Mundo ou Premium USA o viajante pode receber uma indenização de US$ 1.000 dólares caso a companhia aérea não encontre a bagagem despachada num período de até 10 dias.

Por que é importante?

O seguro ou assistência de viagem são importantes porque cobrem consultas e internação em caso de emergência, além de outras coberturas, e orientam o passageiro enquanto estiver no exterior. Um plano básico, de cinco dias de cobertura de até € 30.000, custa pouco mais de 10% desse valor.

Quem viaja através da IE, está coberto pela IAC – International Assistance Card. As coberturas da IAC variam de US$15.000 até US$ 1 milhão, valendo desde a chegada no aeroporto para embarque até a volta para casa. Por isso, é fundamental checar se as datas de embarque são as mesmas notificadas no contrato do seguro.

O passageiro, dependendo do destino da viagem pode escolher entre os seguintes planos IAC: South and Central America, Economy Mundo, Premium Mundo e Premium USA.  Além disso, a IAC oferece atendimento em português, inglês e espanhol.

Outro detalhe importante é que para entrar em boa parte dos países da União Europeia, é obrigatório contratar um plano que cubra despesas médicas de pelo menos € 30.000. Os planos IAC Economy Mundo e Premium Mundo oferecem cobertura superior ao valor mínimo exigido por estes países.

Mostrando 2 comentários
  • Rodrigo Araujo
    Camila
    Responder

    Com quantos anos pode fazer intercambio na ie?

  • Rodrigo Araujo
    Isabella
    Responder

    Para fazer intercambio na ie e obrigado a saber falar ingles ou nao? E somos acompanhados por guias ?

Deixe um Comentário

Envie um Whatsapp

Precisamos de algumas informações para enviar sua mensagem.

Condições Gerais

*Valores expressos em reais com o câmbio de 24/04/2019, considerando USD = R$ 4,10, AUD = R$2,93, CAD = R$ 3,08, EUR = R$ 4,61, GBP = R$5,36 NZD = 2,76. Haverá atualização do câmbio no ato da compra. Parcelamento em até 12x sem juros restrito à programas com destinos e durações específicas, sujeito a disponibilidade de datas. Não inclui taxa de consultoria no valor de USD 129, CAD 185, AUD 185, GBP 99, EUR 129, a ser cobrada na moeda do programa. Vagas limitadas. Serviço de assessoria de visto requer aplicação de visto com prazo mínimo de 3 a 5 meses antes do início do programa. Fale com seu consultor para maiores informações.