Trabalhar em outro país: saiba como é possível e conheça os destinos

Trabalhar em outro país: saiba como é possível e conheça os destinos

Trabalhar em outro país é um desejo de muitos intercambistas que têm disponibilidade de passar um tempo maior no exterior, possuem um nível de conhecimento do idioma mais elevado e querem viver uma experiência de trabalho internacional.

Seja um trabalho remunerado ou voluntário, há diversos benefícios que contemplam uma oportunidade como essa. Afinal, trabalhar em outro país requer coragem, vontade e planejamento. Por isso, alguns países permitem que o estudante trabalhe legalmente pelo período em que está no destino.

Você deve se perguntar como isso funciona, não é? 

Então, vamos te explicar que, para trabalhar em outro país, você pode ingressar de duas formas. Seja fazendo um intercâmbio de estudo que te conceda a permissão de trabalho ou mesmo fazendo uma modalidade específica de trabalho no exterior. 

Logo, se você optar por um intercâmbio para estudar e trabalhar fora, é necessário a emissão de um visto no qual o governo do país te concede a permissão para estar empregado no mesmo. Em alguns casos de estudo, muitos destinos permitem que o estrangeiro permaneça, por um período máximo de algumas semanas, sem a necessidade de visto. 

Confira os destinos para estudar e trabalhar no exterior:

  • Austrália
  • Canadá
  • Irlanda
  • Nova Zelândia
  • Emirados Árabes
  • Malta

 

Work Experience e Au Pair são modalidades de trabalho, ambas nos Estados Unidos, que compreendem jovens que tem o propósito de morar e trabalhar legalmente no país por um período. 

O primeiro é voltado para estudantes universitários de 18 a 29 anos, que possuem nível intermediário do idioma e tenham férias de 2 a 4 meses. Em contrapartida, o segundo, é focado em candidatas do sexo feminino, com uma faixa etária de 18 e 26 anos, que tenham nível intermediário de inglês e alguns outros pré-requisitos.

Saiba mais sobre alguns destinos para estudar e trabalhar em outro país:

 

Austrália

A Austrália permite que você estude e trabalhe mediante a emissão de um visto de estudante. Não é necessário estar matriculado em um curso acadêmico, mas em um curso de idiomas. Por isso, a emissão desse visto de estudo concede a permissão do estudante de trabalhar pelo período em que ficará no país.

Sendo assim, o tempo mínimo de um curso desse cunho é de 14 semanas, podendo se estender ainda com a renovação do visto. Logo, as áreas de trabalho são as mais diversas possíveis, mas voltadas primordialmente para serviços. Assim, é possível trabalhar durante 20h semanais, porém o consulado concede 4 semanas de férias após o término das aulas do curso, onde o aluno poderá trabalhar em turno integral. 

 

Canadá

Nesse destino, é necessário estar matriculado em curso a nível superior para conseguir viver uma experiência de trabalho fora. Sendo assim, a vaga também é baseada no seu nível de conhecimento do idioma, certo? Nesse sentido, você faz um curso voltado para a sua área profissional e de quebra trabalha 20h semanais ou 40h semanais, durante as férias. 

Ou seja, não existe permissão no Canadá para trabalhar fazendo um curso de inglês, certo? Por isso, os cursos mais procurados são os de College, instituições de ensino superior que tem como foco programas práticos, voltados para o mercado de trabalho.

 

Irlanda

Um país que cresce consideravelmente em setores como a economia, é uma referência durante a pesquisa por um destino. Logo, é por esse crescimento, inclusive, que as oportunidades de trabalho crescem e ele se torna requisitado pelos brasileiros. A Irlanda tem o segundo salário mínimo maior da Europa, ficando atrás somente de Luxemburgo.

Além disso, se tratando da busca por trabalho, uma das possibilidades é criar alertas no LinkedIn, mas para isso tenha um perfil em inglês e se inscreva nas vagas que considerar adequadas e pertinentes a você. Uma outra maneira é simplesmente sair buscando uma oportunidade pelas cidades, há muitas ofertas. 

 

Malta

Apesar de Malta ser um país pequeno e não ser casa para grandes empresas e multinacionais, oferece oportunidades bastante positivas para os estrangeiros. Um destino que também é referência em turismo abre vagas de trabalho remunerado durante estações e períodos do ano que recebem mais visitantes.

Por isso, grande parte das possibilidades de trabalho você encontra em cidades como Valletta, Sliema, St. Julians, entre outras. Bares, restaurantes, hotéis e lojas são alguns dos setores que ofertam vagas e, além de contratarem nativos, contratam estrangeiros. 

 

Definitivamente, você acabou de saber mais sobre as oportunidades para trabalhar em outro país e como funciona esse processo. Assim, caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto, converse com um de nossos consultores IE e, quem sabe, planeje seu intercâmbio conosco.

Lembre-se da importância do planejamento, seja de tempo ou financeiro, para fazer seu sonho decolar. Dessa forma, escolha seu destino, programa, duração e embarque em um novo propósito de vida.

Fique por dentro de tudo sobre intercâmbio

Compartilhar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *