Escrito por: Marcelo Melo

Programas de intercâmbio: GUIA completo para escolher o seu

Conheça os programas de intercâmbio mais realizados por brasileiros. Veja os tipos de intercâmbio, onde, como e as vantagens de estudar fora.

Início » Blog IE Intercâmbio » Programas de intercâmbio: GUIA completo para escolher o seu

Chegou o seu momento para realizar o sonho de estudar fora, mas você ainda não decidiu qual dos programas de intercâmbio escolher? Não se preocupe! Vamos te ajudar!

Antes de tudo, sabia que existem diversos programas de intercâmbio ao redor do mundo e por isso, no post de hoje, vamos apresentar para você, todos os detalhes de cada um dos tipos de intercâmbio disponíveis.

Assim, vai ficar muito mais fácil identificar quais os países e os programas de intercâmbio são mais parecidos com seu perfil e escolher aquele que é o seu match perfeito!

Nesse sentido, os programas de intercâmbio existem para atender aos mais diversos gostos, desde aqueles que procuram experiências culturais, educacionais ou profissionais. 

Atualmente, os países mais procurados para programas de intercâmbio por estudantes brasileiros são:

  • Austrália
  • Canadá
  • Estados Unidos
  • Irlanda
  • Malta 
  • Nova Zelândia
  • Reino Unido

Além disso, vamos mostrar os principais itens que devem ser considerados por você para escolher o intercâmbio estudantil mais adequado aos seus objetivos profissionais e as suas preferências pessoais.

Por último, você vai descobrir as maiores vantagens de realizar nossos programas de intercâmbio internacional, tanto para o seu desenvolvimento pessoal quanto profissional.

Então, vamos lá! Desvende conosco os principais programas de intercâmbio para você fazer um curso de inglês no exterior, estudar fora em uma universidade e até trabalhar no mercado internacional.

Quais os principais programas de intercâmbio disponíveis para brasileiros?

De uma forma geral, atualmente os tipos de intercâmbio estão divididos em 3 grandes segmentos:

  1. Programas de intercâmbio de férias
  2. Programas de intercâmbio de estudo
  3. Programas de intercâmbio de trabalho (e estudo)

Como os programas de intercâmbio funcionam?

Cada um dos tipos de intercâmbio tem as suas particularidades com relação a duração, destino, requisitos mínimos (idade, visto, nível de idioma e qualificação, dentre outros).

Por isso, assim que você terminar de ler este texto, pode entrar em contato com nosso especialista para tirar todas as dúvidas que surgirem e já começar a planejar o seu momento para estudar fora!

1. Programas de intercâmbio de férias

Você pode escolher entre os programas abaixo para estudar fora durante as férias:

Este tipo de intercâmbio estudantil tem duração entre 2 a 4 semanas. Os participantes viajam durante os meses de férias escolares no Brasil (janeiro e julho). 

Mesmo nas férias, os adolescentes (de 10 a 17 anos) frequentam escolas preparadas para oferecer todo o suporte e infraestrutura necessários para tornar a viagem simplesmente inesquecível.

Durante esta modalidade de intercâmbio, os alunos fazem um curso de inglês no exterior, praticam atividades diversas, como esportes, artes, música, brincadeiras, dentre outras.

Tudo realizado em instalações com toda infraestrutura e segurança, monitorados por tutores e professores altamente qualificados. 

Confira o que está incluído no programa de Férias Teen Discover Vancouver, no Canadá:

  • Idade: 14 a 18 anos
  • Curso de inglês com 20 aulas semanais​
  • Inúmeras opções de atividades esportivas, culturais e de lazer 
  • Hospedagem em host family (casa de família) em quarto duplo com pensão completa​
  • Acompanhamento dos guias brasileiros em todas as atividades​
  • Material didático​ para o curso
  • Transporte receptivo de chegada e partida​
  • Certificado de conclusão​ do programa
  • Maravilhoso kit IE Teen​

2. Programas de intercâmbio de estudo

A princípio, dentre os programas de intercâmbio de estudo disponíveis, você pode optar pelas seguintes modalidades:

Os programas de intercâmbio de estudo existem para promover o aprendizado no exterior e a troca entre culturas, durante uma vivência internacional mais prolongada.

Assim, viabilizam o aprendizado de idiomas, de conteúdos acadêmicos básicos, profissionalizantes e específicos, a graduação ou pós-graduação no exterior.

Sem dúvida, a maior motivação para este tipo de intercâmbio estudantil é o aprendizado, porém, a vivência de situações diversas em um ambiente fora da sua zona de conforto vai fazer você evoluir muito!

As experiências vividas vão fazer você se desenvolver pessoal e profissionalmente, ganhar maior responsabilidade, autonomia, autoconfiança e, acima de tudo, criar um imenso diferencial para o seu currículo acadêmico e profissional.

Veja os detalhes do nosso programa de intercâmbio com curso de inglês no exterior, que é realizado em Boston, nos Estados Unidos:

  • Idade: a partir de 16 anos
  • Curso de inglês no exterior: carga horária de 15 a 40 horas por semana
  • Tipos de curso: regular, profissionalizante e executivo
  • Nível do idioma: qualquer nível (básico, intermediário ou avançado)
  • Acomodação: em host family (obrigatório para menores de 18 anos) ou residência estudantil compartilhada com outros estudantes

3.Programas de intercâmbio de trabalho (e estudo)

Confira as opções abaixo dos programas de intercâmbio para trabalhar (e estudar) no exterior e escolha em qual embarcar:

Estes programas são, sem sombra de dúvidas, os mais procurados por estudantes brasileiros. Permitem que o intercambista trabalhe legalmente no exterior.

Neste sentido, ajudam no desenvolvimento profissional do participante e conferem a possibilidade de ganhar em moeda estrangeira, adquirir experiência no mercado estrangeiro, além de ampliar bastante o networking internacional.

Em alguns casos, como na modalidade estudo e trabalho, a autorização para trabalhar está vinculada à matrícula em algum curso, que pode ser de idiomas, profissionalizante ou superior, dependendo da duração e do destino escolhido.

Dessa forma, os países que permitem que o aluno estude e trabalhe ao mesmo tempo são:

  • Irlanda
  • Austrália
  • Nova Zelândia
  • Malta
  • Espanha
  • Emirados Árabes
  • Canadá (apenas no intercâmbio universitário)
  • África do Sul (trabalhos voluntários)

No intercâmbio voluntário, por exemplo, o intercambista arca com todos os custos da viagem (passagens, hospedagem, transportes, alimentação e extras) e trabalha em organizações sociais de assistência humanitária, ONG´s e outros projetos.

Dentre as atividades, você vai poder trabalhar em lugares como centros comunitários e áreas de preservação natural; atender crianças e idosos, realizar pesquisas sobre o meio ambiente, ajudar na preservação da fauna e flora em risco de extinção e muito mais! 

Este tipo de intercâmbio voluntário diferenciado está disponível apenas em destinos específicos, como por exemplo:

  • África do Sul
  • Botsuana
  • Nanimbia

Além de representar uma enorme oportunidade de qualificação profissional e diferencial para a sua experiência profissional, o trabalho no exterior ajuda na imersão da cultura local.

Ademais, possibilita ampliar os seus horizontes e facilita a sua evolução no aprendizado do novo idioma.

Assim como, ajuda a desenvolver competências e habilidades muito importantes para o mercado de trabalho, como por exemplo:

  1. Relacionamento, comunicação e expressão
  2. Adaptabilidade a mudanças, flexibilidade
  3. Responsabilidade, autoconfiança, disciplina
  4. Conhecimento e compreensão da diversidade étnica e cultural
  5. Liderança e trabalho em equipe

Já nos outros países, o aluno pode trabalhar normalmente e ganhar na moeda do país, e normalmente, as funções mais comuns são são:

  • Cleaner
  • Barista
  • Barman
  • Garçom/Garçonete
  • Nanny
  • Dishwasher

Dessa forma, o intercâmbio para estudo e trabalho é um dos mais procurados por intercambistas brasileiros que desejam unir o aprendizado de um novo idioma com a vivência mais próxima da comunidade nativa.

  • Idade mínima: 18 anos
  • Visto com autorização para trabalhar mediante a apresentação dos documentos solicitados
  • Duração do curso: pelo menos 25 semanas​
  • Carga horária mínima de aulas: 15 horas semana​is
  • Tempo do trabalho: Durante o período de estudo​
  • Quantidade de horas de trabalho permitidas: 20 horas por semana durante as aulas e até 40 horas por semana nos períodos de férias e feriados​

Intercâmbio estudantil: como definir o mais adequado para você?

Com certeza, a decisão de embarcar em um programa de intercâmbio para morar fora do país envolve muitas variáveis. Como já mostramos, são diversos destinos e muitos tipos de intercâmbio disponíveis. 

Então, descubra o que e como você deve definir os detalhes desta incrível e única experiência de estudar fora do Brasil:

  1. Defina os seus objetivos: lazer, estudos, trabalho
  2. Conheça o seu perfil de viajante e estudante: gostos, preferências, estilo de vida, dentre outras características
  3. Prepare seu orçamento para a viagem
  4. Escolha o destino ideal: cidade grande ou pequena; ambiente com agito ou tranquilidade; praia ou montanha; calor ou frio etc.
  5. Defina a modalidade do intercâmbio: estudo, trabalho, turismo
  6. Escolha o tipo de acomodação: casa de família, residência estudantil, dentre outros
  7. Separe a documentação, matricule-se na escola internacional e solicite o visto (se necessário, pois o Brasil mantém acordo com diversos países que dispensam o visto para programas de intercâmbio com até 90 dias)
  8. Prepare as malas e não esqueça de incluir roupas adequadas ao destino: frio, quente, praia, montanha etc.

Quais as maiores vantagens do intercâmbio para estudar fora?

Se você chegou até aqui, já deu para perceber porque tanta gente decide fazer um intercâmbio para estudar ou trabalhar fora do Brasil, não é mesmo?!

Confira as vantagens e principais motivações para você encarar esta oportunidade única de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional:

  • Ter aulas com professores altamente renomados
  • Aumentar o horizonte de oportunidades e viagens corporativas internacionais
  • Frequentar instituições reconhecidas mundialmente e com excelente infraestrutura
  • Dar um up no currículo profissional, com uma formação internacional diferenciada
  • Ampliar seu networking pessoal e acadêmico
  • Melhorar a sua empregabilidade, inclusive internacional
  • Se tornar fluente em outro idioma, como o inglês, por exemplo
  • Aumentar as suas chances de promoção no trabalho
  • Experienciar uma das melhores qualidades de vida do mundo
  • Ter contato com pessoas e culturas de várias partes do mundo
  • Melhorar o salário

Em conclusão, neste post você pôde aprender mais sobre os programas de intercâmbio disponíveis no mercado brasileiro. Que tal começar a planejar o seu? Conte com toda a experiência da IE e veja como é mais fácil do que você imagina realizar este desejo!

Referências

https://studyabroad.state.gov/value-study-abroad/why-study-abroad

https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ1081359.pdf