5 destinos imperdíveis para o público LGBTQ+

Exige muito cuidado na hora de turistas LGBTQ+ escolherem os seus destinos, é inacreditável dizer que em pleno 2017, 73 países do mundo consideram o relacionamento homossexual um crime, podendo levar até à pena de morte. Sem falar do preconceito em alguns destinos que podem tornar a viagem desagradável. Mas é relaxante dizer que existem vários destinos em que o público LGBTQ+ é super bem recebido. Diversidade não é problema para eles, os países ou cidades possuem eventos e locais especiais para o público.

Hoje (17 de maio), no Dia Internacional do Combate a Homofobia, preparamos uma lista com 5 destinos imperdíveis para o público LGBTQ+. Confira:

San Francisco, Estados Unidos

sf

Julho é a melhor época para visitar São Francisco, é durante esse mês que acontece a semana do orgulho gay e a cidade vira um verdadeiro espetáculo. Bandeiras arco-íris que já não eram difíceis de se achar enfeitando as janelas de lá, ficam ainda mais fáceis de se encontrar. Aqui acontece umas das maiores paradas LGBTQ+ do mundo, cerca de meio milhão de pessoas colorem as ruas da cidade. E não para por aí, a cidade ainda conta com um Festival de Internacional de Cinema LGBTQ+, considerado o mais antigos festivais de cinema dedicado à cultura do público.

Copenhague, Dinamarca

copenhagen-858271_960_720

Copenhague foi eleita o destino mais gay friendly do mundo, pela maior editora de guias de viagens do mundo, Lonely Planet. Grandes conquistas importantes do movimento LGBTQ+ aconteceram aqui, o país foi um dos primeiros a reconhecer o casamento igualitário. Esse é sem dúvidas o país mais “mente aberta” do continente Europeu, levando em consideração os outros países. Copenhague além de proporcionar momentos inesquecíveis, ainda oferece toda a tranquilidade necessária.

Brighton, Inglaterra

bri

Conhecida com a capital gay da Inglaterra, Brighton se tornou um ponto de referência para a comunidade LGBTQ+. A cidade é formada por mais de 40.000 habitantes homossexuais, quase um quarto da população local. E não podemos esquecer é claro de Kemptown, o bairro conta com bares, livrarias, hotéis e saunas direcionadas ao público. Sem falar, é claro, do charme da cidade, é de cair o queixo.

Amsterdã, Holanda

bri

Existem mais de 100 bares, baladas, hotéis, livrarias, academias e todo o tipo de serviço para o público LGBTQ+ aqui. A charmosa Amsterdã recebe a única parada gay do mundo a ser realizada sobre a água, nos belíssimos canais da cidade. O evento já reuniu aproximadamente 500 mil pessoas em 2010. Com 30% da população sendo homossexual, Amsterdã exala diversidade e pode ser uma ótima escolha para intercâmbio.

New York, Estados Unidos

ny

Patrimônio do Orgulho Gay, Nova York conta com uma corporação de voluntários que gerenciam e organizam inúmeros eventos para o público LGBTQ+. Berço dos movimentos e direitos da comunidade LGBTQ+ desde 1969, Nova York tem mais clubes e bares voltadas ao público do que qualquer outra cidade dos Estados Unidos. Muito difícil passar por situações preconceituosas por aqui, do Central Park ao Empire State, o turista pode ser quem ele realmente é.

 

Deixe um Comentário

Envie um Whatsapp

Precisamos de algumas informações para enviar sua mensagem.

Condições Gerais

Valores expressos em reais com o câmbio de 28/06/2019, considerando USD = R$ 3,99, AUD = R$2,83, CAD = R$ 3,07, EUR = R$ 4,56, GBP = R$5,14 NZD = 2,71. Haverá atualização do câmbio no ato da compra. Parcelamento em até 12x sem juros restrito à programas com destinos e durações específicas, sujeito a disponibilidade de datas. Não inclui taxa de consultoria no valor de USD 129, CAD 185, AUD 185, GBP 99, EUR 129, a ser cobrada na moeda do programa. Vagas limitadas. Serviço de assessoria de visto requer aplicação de visto com prazo mínimo de 3 a 5 meses antes do início do programa. Fale com seu consultor para maiores informações.