Irlanda precisa de visto? Veja quais os tipos de vistos usados

Confira neste artigo se a Irlanda precisa de visto ou não, documentos essenciais para entrar no país e os principais tipos de visto para Irlanda.
Compartilhe:

A Irlanda tem se tornado a escolha de muitos brasileiros quando o assunto é morar no exterior, seja para estudar, turistar ou trabalhar, mas será que a Irlanda precisa de visto? 

Essa é uma dúvida comum porque existem vários tipos de visto e, para entender se a Irlanda precisa de visto, é necessário entender quais seus objetivos no país. 

E por isso, criamos este artigo para te ajudar a entender melhor se a Irlanda precisa de visto ou não, quais são os tipos de visto para Irlanda exigidos e muito mais. Vamos lá?

Afinal, a Irlanda precisa de visto?

Os brasileiros que possuem um passaporte do Brasil e que estejam em uma viagem para Irlanda com propósito de ficar por um período de até 90 dias, não precisam de visto.

Isso inclui não só viagens a turismo, mas também a estudo. Portanto, se você tem a intenção de fazer um intercâmbio na Irlanda, por exemplo, essa é uma vantagem.

Mas caso a ideia seja ficar por um período superior a 90 dias, você precisará aplicar o visto de acordo com a finalidade da viagem para Irlanda.

Quais os vistos da Irlanda?

Os principais tipos de visto para Irlanda incluem:

  • Stamp 0
  • Stamp 1
  • Stamp 1G
  • Stamp 2 (2A)
  • Stamp 3

Os termos “stamps” (carimbos em inglês) e “vistos” são frequentemente usados como sinônimos, mas eles podem ter significados diferentes dependendo do contexto.

Na Irlanda, os “stamps” são frequentemente usados para se referir aos diferentes tipos de autorizações de residência ou permissões de trabalho carimbadas no passaporte. 

Cada um deles pode indicar um status ou condição específica em relação à imigração, como permissão de trabalho, estudo, residência, etc.

Enquanto um visto se refere à autorização inicial para entrar no país, o “stamp” pode ser usado para descrever a extensão dessa autorização ou as categorias de permissões.

Neste texto, utilizaremos os termos como sinônimos para que a leitura fique mais fácil. Então: sim, a Irlanda precisa de visto dependendo da finalidade da sua visita. 

O carimbo impresso em seu passaporte e que também consta no seu Cartão de Permissão de Residência Irlandês determina suas permissões.

Isso inclui as atividades permitidas e a duração do tempo que você poderá morar na Irlanda.

Stamp 0

Esse tipo de visto para Irlanda é destinado a um dos 3 grupos:

  1. Parente idoso: parente idoso de um irlandês ou não suiço da União Européia que deseja se juntar a um membro da família. Nesse caso, a Irlanda precisa de visto.
  1. Aposentar-se na Irlanda: para pessoas financeiramente independentes com rendimento de 50.000€/ano e uma quantia para cobrir despesas importantes.
  1. Acadêmico: para viver e trabalhar como acadêmico visitante ou pesquisador por menos de 12 meses, é necessário se sustentar ou que o patrocinador cubra todos os custos. 

Stamp 1

A Irlanda precisa de visto quando é assunto é permissão para trabalhar ou operar um negócio sem limites de carga horária e o Stamp 1 é usado para esta finalidade. 

Para obtê-lo, você deve possuir uma autorização de trabalho válida ou uma carta do Immigration Service Delivery informando que pode trabalhar sem autorização de trabalho.

Este carimbo também indicará se você tem permissão para abrir uma empresa ou trabalhar por conta própria no país. 

Stamp 1G

É uma categoria específica de visto projetada para estudantes que concluíram seus estudos em instituições de ensino superior, alcançando níveis de qualificação NFQ de 8 a 10. 

Aqui está um resumo de como funciona o Stamp 1G:

  • Elegibilidade: destina-se aos que concluíram cursos de graduação ou pós-graduação em instituições de ensino superior irlandesas. 
  • Período de permanência pós-estudos: os beneficiários do Stamp 1G têm permissão para permanecer na Irlanda por até um ano após a conclusão de seus estudos.
  • Emprego em período integral: durante o período de validade do visto, os estudantes podem trabalhar em período integral, o que equivale a 40 horas por semana.
  • Procura de emprego: permite que os estudantes busquem emprego após a conclusão dos estudos. Este visto facilita sua transição para o mercado de trabalho.
  • Work Permit: um benefício é que ele pode abrir portas para a obtenção do Work Permit ou situações em que a Irlanda precisa de visto, como ficar de forma permanente.

Stamp 2

O Stamp 2 é destinado a estudantes não pertencentes à União Europeia ou Espaço Econômico Europeu que desejam estudar e trabalhar no país. 

Este é um dos vistos mais desejados pelos brasileiros que desejam fazer um intercâmbio na Irlanda, pois possibilita aprender inglês e ainda fazer uma renda extra no país.

Ele é emitido para estudantes matriculados em cursos de tempo integral e é válido durante o período de duração do curso, uma das situações em que a Irlanda precisa de visto.

Durante o período letivo, os estudantes têm permissão para trabalhar até 20 horas por semana.

Já nos períodos de férias acadêmicas ou recessos, os estudantes podem trabalhar em tempo integral (até 40 horas por semana).

Os detentores do Stamp 2 podem participar de estágios e programas de colocação profissional, desde que essas atividades sejam uma parte obrigatória de seus cursos. 

Se um estudante decidir estender seu curso de estudo, ele pode solicitar uma extensão do visto Stamp 2 e morar na Irlanda por mais tempo.

Após a conclusão do curso, o estudante pode solicitar um visto de trabalho ou outro tipo de visto para Irlanda, dependendo de suas circunstâncias e planos futuros.

Stamp 2A

O Stamp 2A está associado a programas específicos, como cursos de inglês ou de curta duração, mas sem permissão de trabalho.

Ele concede permissão para estudar em cursos que não estejam listados no Irish Naturalisation and Immigration Service.

Estes cursos não devem ser integrais, seja cursos de inglês ou universitários.

Esse tipo de visto para Irlanda permite a estadia de cidadãos não europeus na Irlanda por até seis meses no máximo.

Estudantes que se enquadram nesse visto geralmente realizam cursos profissionalizantes ou até mesmo um semestre em uma faculdade irlandesa

Além disso, ele é necessário para estudantes estrangeiros que desejam cursar o ensino médio, pois a Irlanda precisa de visto nesse caso.

O processo para sua obtenção é semelhante ao do Stamp 2, mas a renovação só é permitida por mais duas vezes.

Stamp 3

O Stamp 3 é usado no seguinte caso em que a Irlanda precisa de visto: familiares de cidadãos de países fora do Espaço Econômico Europeu que estão residindo no país.

Este geralmente é concedido a cônjuges, parceiros registrados e familiares dependentes de titulares de visto de trabalho ou estudantes na Irlanda.

É emitido de acordo com o período de validade do visto do membro da família ao qual está vinculado.

Historicamente, o Stamp 3 não concedia permissão de trabalho no país. No entanto, as regras podem variar, e mudanças na política de imigração podem ocorrer. 

A Irlanda precisa de visto nesta situação porque os portadores geralmente têm acesso a serviços públicos, como saúde e educação.

Ele pode ser renovado de acordo com as condições estabelecidas pelas autoridades de imigração. 

A renovação está geralmente vinculada ao visto do membro da família no qual o Stamp 3 está baseado.

Geralmente, os candidatos devem fornecer documentação comprovando o relacionamento e, quando aplicável, a dependência financeira do membro da família na Irlanda.

Stamp 4 

O Stamp 4 é concedido para não europeus por morar na Irlanda, eles têm permissão de ficar por um longo período, caso em que a Irlanda precisa de visto.

Geralmente é associado a uma permissão de residência, permite trabalho sem restrições e acesso a serviços públicos. 

Pode ser renovado, sendo as condições específicas baseadas na categoria de visto ou permissão subjacente. 

A elegibilidade varia, incluindo cônjuges de cidadãos irlandeses ou detentores de Critical Skills Employment Permit. 

O que o brasileiro precisa para entrar na Irlanda?

Caso o objetivo seja um intercâmbio na Irlanda para estudar, trabalhar ou apenas a turismo por menos de 90 dias, sugere-se apresentar no mínimo:

  1. Passaporte com validade de no mínimo 06 meses após a data que se pretende sair da Irlanda
  1. Comprovante de hospedagem para o período em que o turista pretende ficar na Irlanda (comprovante de reserva em hotel ou carta-convite)
  1. Seguro viagem
  1. Comprovante de fundos suficientes para se manter durante o período pretendido no país (mesmo que seja para estudar e trabalhar)
  1. Comprovante de vínculo com o país de origem
  1. Todo e qualquer documento comprovando os dados da viagem com dados para contato no caso de a imigração precisar entrar em contato é recomendável

Como vimos, você só saberá se a Irlanda precisa de visto e toda a documentação necessária ao ter ideia de qual a duração e finalidade da viagem para Irlanda.

Qual o valor mínimo para entrar na Irlanda?

Não existe um valor mínimo e sim a necessidade de se fazer um cálculo levando em consideração o estilo de vida da pessoa e o custo para morar na Irlanda.

Se desejar apresentar cartões, é sugerido que o mesmo seja acompanhado de extrato bancário original e atual.

Os requisitos específicos podem variar dependendo do propósito da visita (turismo, estudo, trabalho, etc.) e da nacionalidade do visitante. 

Quanto tempo posso ficar na Irlanda como turista?

O tempo máximo que você pode receber para visitar o país como turista é de 90 dias, independentemente de saber se a Irlanda precisa de visto ou não. 

Se houver uma mudança inesperada em suas circunstâncias desde que você entrou na Irlanda, você pode solicitar uma prorrogação temporária até 90 dias adicionais.

Quem pode pedir extensão de permanência na Irlanda?

Você pode ser elegível para uma extensão da permissão se:

  • Tem permissão atual para estar no país, independente se a Irlanda precisa de visto no seu caso
  • Entrou com um visto “C” de visita nos últimos 90 dias
  • Há uma mudança inesperada de circunstâncias desde que você entrou no país
  • Você não está apto a viajar, sendo que isto precisa ser verificado por um médico

Como solicitar a extensão de permissão?

Há duas formas de solicitar a extensão da sua permissão de visitante.

Se você recebeu menos de 90 dias e ainda está com permissão, você deve comparecer ao escritório local de imigração e solicitar uma extensão até o máximo de 90 dias. 

Você deve trazer seu passaporte original e detalhes de seu voo de partida para o escritório de imigração. Além disso, a Entrega do Serviço de Imigração deve ser solicitada. 

As solicitações costumam ser negadas diante das seguintes situações:

  • Não há mudança nas circunstâncias desde o momento em que você entrou na Irlanda
  • Não há mudança nas circunstâncias desde o momento em que você recebeu um visto
  • Você está na Irlanda para buscar atendimento médico
  • Você está procurando uma permissão para se casar na Irlanda
  • Você está na Irlanda para oferecer serviços de creche
  • Você deseja viver na Irlanda em tempo integral.

Quanto custa um visto de trabalho na Irlanda?

A Irlanda precisa de visto dependendo do tipo de trabalho e os custos variam de acordo com o tipo específico de visto e a categoria de emprego

Alguns dos valores de visto de trabalho na Irlanda são:

  • Critical Skills Employment Permit: custa 1.000 euros, sendo reembolsável caso seja negado. Além disso, são 300 euros para a emissão do IRP (Irish Residence Permit).
  • General Employment Permit: custa 500 euros para uma autorização de trabalho de 6 meses ou menos e 1.000 euros para uma autorização de trabalho de 6 a 24 meses.

Quantos meses pode ficar na Irlanda sem visto?

Para a maioria, a permissão padrão de estadia na Irlanda é de até 90 dias consecutivos. Isso significa que os visitantes podem ficar até três meses no país sem aplicar um visto.

É importante ressaltar que as regras de imigração podem ser alteradas e que os viajantes devem sempre verificar as informações mais recentes antes de planejar sua viagem.

Como conseguir visto de residência permanente na Irlanda?

É possível obter o visto de residência permanente em certas circunstâncias. Confira algumas vias para isso:

  • Por tempo de residência: após um período de residência, geralmente cinco anos, alguns titulares podem solicitá-la com base no tempo de residência contínuo e legal.
  • Critical Skills Employment Permit (CSEP): titulares do CSEP podem se qualificar para solicitar a residência permanente, geralmente após dois anos de emprego.
  • Cônjuge ou parceiro de cidadão irlandês: podem ser elegíveis após um período de residência contínua e cumprimento de outros requisitos.
  • Programas de investimento ou empreendedorismo: oferecem uma rota para a residência permanente para quem faz investimentos substanciais no país.
  • Estudantes pós-graduados: alguns estudantes que completam cursos de pós-graduação podem ser elegíveis, dependendo das circunstâncias.

É fácil entrar na Irlanda?

Em geral, a entrada na Irlanda pode ser relativamente direta para quem fica por menos de 90 dias, mas é importante verificar e cumprir todos os requisitos específicos do seu caso. 

Se você planeja estudar ou trabalhar na Irlanda, a Irlanda precisa de visto apropriado antes da viagem. Os requisitos variam dependendo do tipo de visto e do seu status.

Ao entrar, você pode ser solicitado a apresentar documentos que comprovem o propósito da visita, reservas de acomodação, meios financeiros e um plano de retorno ao seu país.

Recomenda-se consultar o site oficial do Serviço de Naturalização e Imigração da Irlanda (INIS) e, se necessário, entrar em contato com a embaixada ou consulado irlandês.

Como trabalhar na Irlanda sem visto?

Não é permitido trabalhar na Irlanda sem visto, portanto, para trabalhar legalmente no país, uma das opções mais buscadas é o intercâmbio de estudo e trabalho com duração de, no mínimo, 25 semanas.

Qual o valor de um intercâmbio para Irlanda?

Isso dependerá de qual programa de intercâmbio estamos falando, assim como sua duração, em qual cidade será feito, o tipo de acomodação, entre outros fatores.

As opções de programas de intercâmbio na Irlanda atualmente são:

  • Curso de idioma
  • Estudar e trabalhar
  • Faculdade

Podemos ver que cada uma delas tem uma finalidade muito específica, o que acompanhará também o seu custo.

O programa de estudo com permissão de trabalho, por exemplo, permite que o estudante tenha uma remuneração, o que já reduziria bastante seus custos com o intercâmbio em si.

Em relação às opções de cidades, temos:

  • Dublin
  • Cork
  • Galway
  • Limerick

Cada uma delas também tem seu respectivo custo de vida, que pode variar dependendo do estilo de vida que o estudante deseja levar no período em que morar na Irlanda.

O tipo de acomodação também é outro fator que conta na hora de fazer o planejamento financeiro da viagem para Irlanda. As opções são:

  • Residência estudantil
  • Casa de família
  • Aluguel de um local privado

A residência estudantil e a casa de família são opções mais acessíveis quando comparadas a um aluguel, já que são compartilhados com outros estudantes ou uma família.

Por outro lado, o aluguel de um studio, por exemplo, permite que você se sinta mais livre para fazer as coisas do seu jeito, já que é equipado com cozinha, banheiro privativo, etc.

Ainda em dúvida se a Irlanda precisa de visto? Fale com a IE!

Ao longo do texto, descobrimos várias informações interessantes sobre a documentação necessária para uma viagem para Irlanda.

Porém, sabemos que não basta saber se a Irlanda precisa de visto ou não. Na prática, a organização dos documentos pode ser um processo desafiador.

Caso ainda esteja com alguma insegurança sobre o assunto, a IE conta com uma equipe especializada para te ajudar de acordo com seus objetivos.

Portanto, se ainda houver dúvidas se a Irlanda precisa de visto ou assuntos relacionados, entre em contato com nossos especialistas.

Receba nossas novidades