Escrito por: Marcelo Melo

Visto J1 – orientações sobre como emitir o documento

Falamos recentemente aqui sobre o visto F1, uma das opções de visto americano. Hoje, decidimos compartilhar um pouco sobre um …

Início » Blog IE Intercâmbio » Visto J1 – orientações sobre como emitir o documento

Falamos recentemente aqui sobre o visto F1, uma das opções de visto americano. Hoje, decidimos compartilhar um pouco sobre um outro tipo de visto, o visto J1, também dentro do interesse de quem opta pelo país norte-americano.

Os Estados Unidos oferecem diversas opções de programas e destinos, inclusive é um dos mais democráticos. Quando falamos da modalidade de Curso de Idiomas, por exemplo, é o que conta com mais opções de lugares, que vão de leste a oeste.

A gente sabe que isso conta muito, principalmente para quem tem dúvida de qual destino escolher. Porém, de todo modo, o visto J1 é necessário para a realização de um intercâmbio se tratando do país.

Nesse sentido, é importante fazer a escolha da modalidade de intercâmbio e entender quais as recomendações e obrigações diante da escolha do destino. Logo, o visto J1 é um documento que deve ser emitido por quem deseja fazer um programa nos Estados Unidos.

Porém, para fazer a solicitação do visto americano J1 é necessário ser, previamente, aceito em um programa de intercâmbio no país. Ou seja, os detentores desse tipo de visto podem exercer atividades em programas governamentais, acadêmicos e do setor privado.

Logo, é necessário frisar que o visto é um tipo de permissão temporária, nesse sentido, para os cidadãos que viajam com o intuito de se desenvolver academicamente e/ou profissionalmente.

Outro ponto importante é que você precisa se planejar, quanto antes você agilizar o processo de emissão de visto, melhor. Solicite o documento com antecedência e evite problemas maiores com sua viagem.

Sendo assim, confira abaixo alguns exemplos de programas que pedem o visto J1:

  • Au Pair
  • Faculdade/Universidade
  • Treinamento
  • Residente
  • Professor
  • Viagem à trabalho
  • Especialista


Aprimore seu inglês nos EUA com a IE!

Orientações sobre o visto J1

Sobre tirar o visto americano J1, você precisa saber alguns pontos cruciais para o processo de solicitação e é por isso que pontuamos logo mais como funciona o processo de emissão do documento em questão:

  1. Encontre um patrocinador
  2. Preencha o formulário DS-160
  3. Faça o pagamento da taxa de emissão
  4. Pague a taxa SEVIS-I-901
  5. Agende a entrevista
  6. Separe os documentos necessários
  7. Faça a entrevista

Apesar de ser um processo visto como burocrático e meio chato, não é, certo? Porém, o ideal e mais recomendado é que você tenha o auxílio de um especialista no assunto. Não só durante essa etapa, mas sim, durante as decisões do intercâmbio.

Se tratando da validade dos vistos, isso também é relativo. Afinal, as datas de expiração também dependem dos programas e de suas respectivas atividades. Mas, só pra te deixar mais a par da situação, alguns custam dois anos e outros duram 6 meses ou menos.

Quais requisitos para a emissão do visto J1

As exigências ou requisitos, como queira chamar, sofre variação de acordo com as modalidades de programa. O que um especialista precisa, por exemplo, difere do que uma Au Pair precisa.

Porém, é fato que para fazer a solicitação do documento, o estudante deve ter proficiência em inglês, em algum nível. Afinal, os programas costumam ter como premissa a comunicação, logo você precisa estar preparado.

Ah, você acabou de conhecer um pouco mais sobre o visto J1 e agora entende sua funcionalidade, bem como compreender suas orientações específicas de emissão. Não tem mais segredo né? Porém, caso alguma dúvida surja, consulte um de nossos especialistas para que eles possam sanar seus questionamentos.

Nesse sentido, se você deseja estudar e/ou trabalhar nos Estados Unidos, o seu momento chegou de verdade. Agora é hora de começar a planejar sua viagem e traçar metas a serem alcançadas. Mas, não deixe de lado suas preferências, elas são importantes!

Fique por dentro de tudo sobre intercâmbio

Deixe um comentário