Cabo da Boa Esperança: Saiba como estudar na África do Sul.

Conheça o Cabo da Boa Esperança, um dos pontos geográficos mais importantes do mundo. Veja onde fica o Cabo da Boa Esperança e muito mais!
Compartilhe:

Você já deve ter ouvido falar do Cabo da Boa Esperança durante sua vida escolar, mas provavelmente com outro nome: Cabo das Tormentas.

Sim, esse era o nome dessa península da África do Sul há cerca de 535 anos. O Cabo da Boa Esperança tem uma história bem interessante e você irá descobri-la em breve.

Mas não falaremos apenas sobre sua história aqui. O Cabo da Boa Esperança detém algumas das paisagens mais bonitas do país, além de um ambiente multicultural.

Se alguma vez você já pensou em como estudar na África do Sul e desfrutar de tudo que a Cidade do Cabo oferece, nós podemos te ajudar. Continue lendo!

Onde se localiza o Cabo da Boa Esperança?

Mas afinal, onde fica o Cabo da Boa Esperança?! Como citado anteriormente, está localizado na África do Sul, na ponta sudoeste do continente africano. 

Ele fica a sul da Cidade do Cabo e a oeste da baía Falsa, na província do Cabo Ocidental.

O Oceano Atlântico e o Índico são divididos pelo Cabo da Boa Esperança. Este é um ponto icônico e histórico ao longo das rotas de navegação marítima.

Veja o mapa:

Curiosidades do destino

Cabo da Boa Esperança

Devido ao seu antigo nome, Cabo das Tormentas, o local onde fica o Cabo da Boa Esperança sempre foi alvo de muita curiosidade entre as pessoas.

Se assim como nós, você é do tipo que gosta de saber a história do lugar e ficou curioso do porquê desse nome tão diferente, acompanhe as perguntas mais comuns sobre ele abaixo.

Quem cortou o Cabo da Boa Esperança?

Quem conseguiu cortá-lo pela primeira vez foi o navegador português Bartolomeu Dias, em 1488. 

O termo cortar ou dobrar são termos usados para se referir a quem contornou, ou seja, descobriu o local pela primeira vez. 

Bartolomeu liderou a expedição que alcançou o extremo sul da África, abrindo caminho para uma rota marítima para a Índia e outros destinos do Oriente.

No entanto, é importante notar que os marinheiros árabes e outras culturas marítimas já conheciam a região há muito tempo antes da chegada de Bartolomeu Dias. 

Ainda assim, a expedição foi a primeira documentada a contornar o cabo, abrindo caminho para explorações, rotas comerciais e hoje em dia, o intercâmbio na África do Sul também.

Porque era tão difícil passar pelo Cabo da Boa Esperança?

Passar pela região onde fica o Cabo da Boa Esperança era difícil devido a uma série de fatores geográficos e climáticos que tornavam essa rota de navegação desafiadora. 

Agora você já sabe porque o nome do local era Cabo das Tormentas, todas essas dificuldades tornavam a passagem por lá um empreendimento perigoso.

Muitas expedições enfrentaram naufrágios ou outros contratempos ao tentar contornar o Cabo. 

No entanto, a superação dessas dificuldades também abriu novas rotas marítimas, tornando o Cabo da Boa Esperança um ponto estratégico e histórico nas viagens marítimas.

Por que o nome Cabo da Boa Esperança?

O nome foi dado pelos navegadores portugueses que descobriram o cabo durante suas expedições.

Ele foi escolhido após os navegadores terem passado por uma tempestade e enfrentarem ventos fortes. 

Acredita-se que o nome tenha sido escolhido para expressar a esperança e o otimismo em encontrar uma rota marítima para as riquezas das Índias Orientais.

Naquela época, encontrar uma rota marítima para as Índias Orientais era uma busca muito cobiçada por vários países europeus.

O nome “Boa Esperança” acabou se tornando um símbolo histórico da audácia e coragem dos primeiros exploradores marítimos.

Qual o idioma oficial?

A África do Sul possui um total de 11 idiomas oficiais. Isso mesmo! Essa é uma característica única no país devido à sua diversidade cultural e histórica.

Mas fique tranquilo, cada região do país tem um idioma predominante. Então, caso tenha o desejo de estudar inglês lá, por exemplo, o Cabo da Boa Esperança é uma ótima pedida.

O inglês é o idioma mais amplamente utilizado para fins de comunicação, negócios e educação em toda a África do Sul. É o idioma predominante nos negócios e no governo.

Mas a título de curiosidade, confira algumas das outras línguas usadas pelo país: 

  • Afrikaans
  • IsiZulu
  • IsiXhosa
  • Sepedi (ou Northern Sotho)
  • Outros.

Essa diversidade linguística reflete a rica herança cultural do país e é uma parte importante da identidade sul-africana

O que fazer no Cabo da Boa Esperança

Intercâmbio na África do Sul

O próprio local já é uma atração turística localizada no Parque Nacional da Mesa, próximo a Cape Town. Mas existem também várias outras atrações e atividades.

Antes de te explicar como estudar lá, vamos mostrar o que fazer no Cabo da Boa Esperança e te deixar apaixonado, assim como nós, pela região. Veja 10 dicas:

  1. Visitar o Farol: é um marco histórico e oferece vistas panorâmicas da paisagem ao redor.
  1. Trilhas e caminhadas: há várias trilhas que permitem explorar a beleza natural da área, incluindo a Trilha do Cabo da Boa Esperança, que leva ao farol.
  1. Observação de vida selvagem: você pode avistar animais como babuínos, avestruzes e aves marinhas durante sua viagem.
  1. Passeio de funicular: o funicular Flying Dutchman leva os visitantes até o farol e proporciona uma experiência interessante ao subir e descer a encosta íngreme.
  1. Caminhar até a Placa “Aqui dois oceanos se encontram”: há uma placa que marca o encontro dos oceanos Atlântico e Índico, uma oportunidade para fotos.
  1. Explorar a Praia Dias: é uma pequena praia próxima ao farol, onde os visitantes podem relaxar e desfrutar da vista.
  1. Parque Nacional da Mesa: aproveite para explorar outras áreas do parque, que oferecem uma rica diversidade de flora e fauna.
  1. Observação de baleias (em temporada): durante a temporada que ocorre entre julho e novembro, é possível avistar baleias-francas em sua migração. 
  1. Fotografar a paisagem cênica: o cabo oferece paisagens com o Oceano Atlântico de um lado e o Oceano Índico do outro.
  1. Visitar o Centro de Visitantes: oferece informações sobre a história e a geologia da região, bem como lojas de souvenirs.

É importante notar que a região é preservada como parte do Parque Nacional da Mesa e há um incentivo a respeitar a natureza e seguir as diretrizes de conservação durante a visita.

Como estudar na África do Sul

A melhor opção para quem deseja uma experiência acadêmica e cultural diversificada no país é fazer um intercâmbio.

Nossa lista do que fazer no Cabo da Boa Esperança certamente fez você começar a olhar diferente pela região.

Vamos descobrir então como dar mais um passo em direção a ele: como estudar por lá, seja para aprender inglês ou entrar em contato diretamente com áreas profissionais.

A IE oferece 3 opções de programas para isso:

  1. Curso de idioma: feitos para aprender ou aperfeiçoar o inglês desde o nível básico, com carga horária que pode variar entre 15h e 30h semanais;
  1. Cursos executivos: focado no mercado profissional. São mais curtos e abrangem diversas áreas de negócios com foco no vocabulário e habilidades comunicativas.
  1. Aulas particulares: aulas individuais que podem ser intensivas de acordo com a necessidade do estudante. Ideal para foco em áreas específicas.

Ao fazer o intercâmbio na África do Sul, o estudante tem as seguintes opções de acomodações no local:

  • Casa de família: para quem tem desejo de viver em constante convívio com uma família local e ter contato com uma experiência familiar sul-africana;

Outras informações importantes sobre como estudar na África do Sul:

  • Idade mínima para participar dos programas é 16 anos;
  • Duração do curso deve ter pelo menos 1 semana;
  • A carga horária mínima deve ser a partir de 15 horas semanais.

Por que fazer um intercâmbio na África do Sul?

Como estudar na África do Sul

Estudar no Cabo da Boa Esperança oferece vantagens e experiências que podem tornar essa escolha atraente para muitos estudantes internacionais. 

Aqui estão 7 razões para você considerar um intercâmbio na África do Sul:

  1. Culturalmente rica: você terá a oportunidade de mergulhar em uma ampla herança cultural e experimentar a convivência de diferentes grupos étnicos.
  1. Idiomas: já vimos que o país possui 11 idiomas. Isso proporciona uma chance única de entrar em contato com vários idiomas, enriquecendo seu repertório linguístico.
  1. Cenário natural deslumbrante: o país é conhecido por safáris, praias, montanhas e biodiversidade
  1. Custos acessíveis: comparado a outros destinos de intercâmbio, este apresenta custos de vida mais acessíveis, tornando-o uma opção custo benefício.
  1. Excelente ensino: ao se aprofundar em como estudar na África do Sul, você verá que existem várias universidades de alto nível, reconhecidas internacionalmente.
  1. Experiência de vida: aprender a se adaptar a uma nova cultura, conhecer pessoas de diferentes origens e superar desafios pode ser uma experiência transformadora.
  1. Oportunidades de voluntariado: muitos programas oferecem oportunidades de voluntariado no Cabo da Boa Esperança, permitindo fazer uma diferença positiva.

Dúvidas sobre o Cabo da Boa Esperança? Fale com a IE!

Onde fica o Cabo da Boa Esperança

Não entendeu ainda ao certo onde fica o Cabo da Boa Esperança? Não tem certeza qual curso estudar lá? Sem problemas, podemos te ajudar com isso.

A África do Sul é um dos destinos mais populares de intercâmbio atualmente, e quem o faz, não se arrepende. 

É um país encantador em vários aspectos, como vimos na lista de o que fazer no Cabo da Boa Esperança, por exemplo.

Portanto, se você é do tipo que gosta de explorar culturas diferentes e se arriscar em outros idiomas, essa será uma boa escolha.

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o Cabo da Boa Esperança, fique à vontade para entrar em contato com nossos especialistas e descobrir mais informações.

Receba nossas novidades