Escrito por: Marcelo Melo

Estudar e trabalhar em Dublin: vistos e vagas disponíveis.

Se você está pensando em fazer um intercâmbio de inglês, saiba que, em alguns países, como a Irlanda, você também …

Início » Blog IE Intercâmbio » Estudar e trabalhar em Dublin: vistos e vagas disponíveis.

Se você está pensando em fazer um intercâmbio de inglês, saiba que, em alguns países, como a Irlanda, você também pode trabalhar para ajudar a pagar as contas. Neste artigo, vamos comentar sobre como trabalhar em Dublin, capital da Irlanda. 

Dublin é a maior cidade da Irlanda. Muito desenvolvida, é um importante pólo europeu de inovação e tecnologia. Sedia os escritórios de várias empresas internacionais como Facebook, Yahoo e Google e por isso, muita gente procura trabalhar em Dublin.

Então, conseguir trabalhar em Dublin é mais simples do que você imagina.  Por exemplo, como estudante estrangeiro matriculado num curso, dá para trabalhar legalmente de 20 até 40 horas por semana, dependendo do período do ano.

Entretanto, ao estudar na Irlanda para aprender inglês, raramente você vai conseguir um emprego numa grande empresa (como as citadas acima), durante o seu período de intercâmbio para estudos. 

Porém, não se preocupe! A ideia neste momento não é seguir uma carreira profissional, e sim, interagir com as pessoas para aprender a cultura local e o idioma mais rapidamente.

Portanto, além de ajudar no orçamento, você também pode juntar uma graninha extra para outras despesas, como fazer aquele tão sonhado tour pela Europa! 

E desde já, saiba que o salário mínimo por hora é de 10,10 EUR, o que pode render cerca de 800 EUR por mês!

Dessa forma, frequentemente, as vagas oferecidas e ocupadas por estudantes são para posições no setor de serviços e exigem pouca qualificação e experiência. E podem variar de acordo com o nível de fluência no idioma. 

Dentre as muitas oportunidades, as mais comuns estão listadas abaixo.


Vagas para trabalhar em Dublin como estudante

  • Garçon/garçonete
  • Bartender
  • Recepcionista
  • Assistente de cozinha
  • Vendedor em lojas
  • Babá
  • Atendentes de farmácias
  • Entregadores

Agora, vamos entender um pouco mais sobre os tipos de vistos que possibilitam exercer atividades profissionais para o estudante que decide morar na Irlanda e trabalhar em Dublin. 

Tipos de vistos de trabalho

Stamp 2

Este é o visto mais adequado ao estudante de intercâmbio pois, nesse sentido, formaliza o trabalho desde que ele esteja matriculado num curso de idiomas com pelo menos 25 semanas de duração. 

Mas, atenção, porque antes de mais nada, a escola precisa ser reconhecida pelo governo irlandês!

Assim, com este visto, o intercambista pode trabalhar até 20 horas semanais, sendo que em períodos específicos (junho, julho, agosto e setembro e durante o recesso de fim de ano: de 15 de dezembro a 15 de janeiro), pode chegar a 40 horas por semana.

Frequentemente, este visto é solicitado pelo estudante uma vez dentro do país e tem prazo de validade de 8 meses. E pode ser renovado, por mais duas vezes, caso o estudante continue matriculado em alguma escola de idiomas. 

Todavia, é bom saber que ele não poderá usufruir de nenhum dos benefícios públicos concedidos pelo governo aos cidadãos irlandeses, como saúde e seguro desemprego.

Stamp 1

Acima de tudo, este visto possibilita que qualquer estrageiro exerça uma atividade profissional na Irlanda, desde que tenha recebido uma proposta de trabalho de uma empresa estabelecida no país. 

E, geralmente, deve ser solicitado ANTES de chegar ao país. 

Contudo, os portadores do Stamp 2 podem migrar para o Stamp 1 desde que recebam uma oferta de trabalho (job offer) de alguma empresa. O visto de trabalho tem duas categorias básicas: 

  • General Employment Permit – para profissionais de diversas áreas, com remuneração mínima de 27.000 EUR.

Custa 500 EUR por até seis meses de autorização de trabalho e 1.000 EUR para autorizações entre 6 e 24 meses. Leva cerca de 12 semanas para ser processado.

  • Critical Skills Employment Permit / Green Card – para profissionais de áreas consideradas relevantes para a economia, que exigem alta qualificação e com oferta escassa no país. 

O processo é realizado por meio do Departamento de Negócios, Empresa e Inovação (DBEI) e envolve mais burocracia. Neste caso, dentre outros quesitos, o empregador deve garantir pelo menos 2 anos de emprego ao solicitante.

Nesta categoria, o visto tem validade de 2 anos e também pode levar até 12 semanas para ser concluído.

Enfim, gostou de conhecer mais sobre como trabalhar em Dublin!? Confira mais detalhes com nossos consultores de intercâmbios para estudar e trabalhar, boa viagem e sucesso no trabalho!

Fique por dentro de tudo sobre intercâmbio

Deixe um comentário