Conheça os níveis de inglês e saiba quem pode fazer intercâmbio

Conheça os níveis de inglês e saiba quem pode fazer intercâmbio

Alguns programas de intercâmbio exigem níveis de inglês mais elevados, outros nem tanto. Porém, é importante saber identificar qual nível se equipara às suas necessidades e objetivos com a viagem. O idioma mais falado do mundo, considerado universal, está presente em praticamente tudo ao nosso redor. 

Por isso, se você pensa em fazer um intercâmbio de trabalho ou mesmo um programa que foque no aprendizado do idioma, é importante saber identificar e comprovar qual nível você está inserido. 

Desse modo, os níveis de inglês podem ser variados e competem o básico, intermediário, avançado ou fluente. Quando tratamos de níveis em relação a teste de proficiência eles podem ser escalonados de uma forma mais técnica, certo?

Nesse sentido, a importância dos níveis de inglês é caracterizada pelo indicativo do grau de conhecimento e habilidade que uma pessoa possui em relação ao idioma. Pelo fato de alguns programas exigirem essa comprovação, cabe ao mesmo realizar um exame de proficiência. 

Já falamos aqui inclusive sobre os testes de proficiência em inglês e partilhamos o que você precisa fazer para se preparar, seja para língua inglesa, espanhola, alemã, entre outras. Agora a pergunta que não quer calar, provavelmente é em relação aos requisitos de programas de intercâmbio.

Desse modo, a primeira coisa que é preciso desmistificar é a história de que pessoas que não tenham conhecimento nenhum do idioma não podem fazer intercâmbio. Isso é um mito! Você consegue inclusive fazer uma modalidade com foco na aprendizagem da língua e quem sabe adquirir um nível fluente do idioma. 

Em outras palavras, caso você queira fazer um intercâmbio de trabalho, aí sim é necessário ter um conhecimento em inglês a partir do intermediário. Há inclusive quem viaje para o exterior para aprender o idioma e posteriormente trabalhar, quando configurar um nível necessário para tal.

Saiba mais sobre os níveis de inglês e como eles podem impactar na sua experiência de intercâmbio:

 

Se tratando dos níveis de um modo mais geral, vamos pontuar algumas coisas necessárias e competentes a cada um deles, certo? Desse modo, você terá mais clareza onde cada modalidade de intercâmbio está inserida.

 

Nível Básico

Quando alguém se considera com nível básico de inglês ela possivelmente compreende expressões simples e até consegue usá-las. Sabe aquelas questões básicas e que competem termos práticos? Então, as pessoas normalmente são capazes se apresentar, perguntar sobre cor preferida, questionar as horas e conhecem algumas palavras. 

Nesse sentido, a comunicação entre pessoas que permeiam esse nível geralmente é curta, rápida e pode gerar algum tipo de pausa e conflito de entendimento. Programas como Curso de Idiomas recebem participantes sem conhecimento ou com conhecimento básico.

 

Nível Intermediário

Se tratando do nível intermediário, as pessoas já conseguem se comunicar de uma forma rápida, prática e sem ruídos. Por isso, compreendem assuntos mais complexos e conseguem manter uma conversa fluída, mesmo que ainda tenham algumas divergências com o idioma. Porém, por já conhecerem a língua, existe uma facilidade maior em aprender e se desenrolar.

Programas como High School, Férias Teen, Au Pair, Work Experience e Estudar e Trabalhar recebem participantes que tenham pelo menos esse nível de idioma. 

 

Nível Avançado

O nível avançado pode comportar dois tipos de pessoas, aquela que tem o domínio pleno da língua e por isso é considerada fluente no idioma, bem como aquela que tem habilidade de compreender de forma avançada textos longos, mais complexos e a forma de se comunicar é espontânea.

Programas como os do nível intermediário são configurados neste nível também, acrescentando a modalidade de Universidade, onde os participantes podem optar por cursar uma Graduação, MBA, Pós-Graduação, Mestrado, etc. 

 

Enfim, por isso é importante estar atento aos exames de proficiência, caso a sua escolha de intercâmbio configure essa necessidade. Mas lembre-se que há oportunidades bastante democráticas e que você pode aprender um idioma estudando fora, ou mesmo aperfeiçoá-lo.

Em suma, você acabou de conhecer os níveis de inglês e provavelmente entendeu que não é necessário ter conhecimento avançado do mesmo para realizar um programa no exterior. Sendo assim, caso tenha sentido curiosidade de saber quais as opções para você, de acordo com seu perfil, preferências e objetivos, contate um de nossos especialistas.

Fique por dentro de tudo sobre intercâmbio

Compartilhar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *